Notícias

Dia das Mães: conheça a história de cumplicidade e amor incondicional das Bolders Valeria e Maria de Fátima

Quem avista uma das duas andando pelos corredores do parque fabril da Bold Jaraguá do Sul pode até se confundir. Afinal, a semelhança entre a zeladora Maria de Fátima Brito Lopes, 54 anos, e a inspetora de qualidade Valeria Brito Lopes, de 33 anos, não nega que ambas são mãe e filha.

Mas, basta conversar com elas por alguns minutos para constatar: a conexão vai muito além do sorriso, tom do cabelo ou jeito de falar. A relação é de muita parceria, cumplicidade e união. Essa história, carregada de amor, acabou ganhando um novo (e muito mais lindo) capítulo com o nascimento do pequeno Benício, primeiro filho de Valeria e quarto neto de Maria.

O parto foi prematuro e, logo após o nascimento, uma notícia inesperada abalou a família: Benício tinha todas as características da Síndrome de Down. “Meu mundo caiu. Eu não sabia como lidar”, recorda Valeria sobre o momento do diagnóstico.

Na sequência, o bebê enfrentou sérios problemas de saúde e chegou a ficar 25 dias internado no hospital. Dessa época, a inspetora de qualidade recorda que a mãe esteve sempre ao seu lado para prestar o apoio necessário, além de doses ilimitadas de amor.

Valeria e o marido tinham se mudado para casa de Maria no início da gravidez com o intuito de economizar nos gastos, fato que foi fundamental para os pais conseguirem suprir os cuidados especiais de Benício, hoje, com três anos. “A partir daí, passei a ver a minha filha no papel de mãe. Ela se dedicou muito, é uma mãe maravilhosa, batalhadora”, comenta a avó.

Por certo tempo, Valeria conseguiu conciliar a rotina de mãe com o trabalho. Mas, com a saúde de Benício novamente fragilizada, ela se desligou do emprego anterior para acompanhar melhor o filho. É nesta fase que a Bold entra na história da família Brito Lopes. Valeria sentia a necessidade de voltar a trabalhar e se candidatou, em março de 2020, à vaga de operadora de produção no T20, criado para fabricação de respiradores mecânicos. Contratada, ela passou também pelo setor de limpeza e, agora, atua no primeiro turno como inspetora.

“Escolher a Bold para trabalhar foi uma decisão acertada. Aqui, além de reconhecimento, sempre que precisei, tive flexibilidade nos horários, o que é essencial para cuidar do meu filho”, comenta. Valeria foi quem incentivou Maria a buscar emprego na Bold e a tentativa funcionou. A avó de Benício atua no horário comercial como zeladora. Hoje, elas moram juntas, trabalham na mesma empresa e dividem, diariamente, os cuidados com o pequeno Benício.

Com o apoio do pai e também do avô, ambas se dedicam para proporcionar um desenvolvimento saudável ao pequeno. “É uma rotina diferente, cansativa, mas é como uma criança normal. Meu filho pode ser o que ele quiser”, enfatiza Valeria, acrescentando que o menino gosta de beijinhos, é sempre muito sorridente e, recentemente, aprendeu a distribuir abraços.

Após o expediente, a mãe tem poucos minutos para chegar em Schroeder, onde a família mora, e levar Benício às terapias e atendimentos especializados que ele faz. “Eu não tinha muito conhecimento sobre a síndrome, mas busquei e sigo buscando informações para aprender e oferecer o que há de melhor para o meu filho. Além dos tratamentos gratuitos, por exemplo, consigo levá-lo à fonoaudióloga e terapeuta ocupacional, que são privadas. Isso, graças ao plano de saúde Levemed, da Bold, que diminui consideravelmente o custo”, relata.

A luta da família pela inclusão e desenvolvimento de Benício passa por momentos de adaptações e superação, mas também é repleta de memórias afetivas, sorrisos e conquistas. “Ele me ensinou sobre amor e paciência, ensinou a olhar diferente, respeitar o próximo, não julgar. O Benício é a maior realização e o maior desafio da minha vida”, declara Valeria. Para a avó, o pequeno é o xodó e a alegria da casa. É exemplo de superação.

Mãe e filha acreditam ser espelho uma da outra, tanto no jeito de falar, como no olhar, no cuidado e na personalidade. Valeria diz ter herdado muito da personalidade de dona Fátima e replica ao Benício os ensinamentos repassados pela própria mãe. Um amor que une, dá forças, ultrapassa barreiras e se multiplica. Um amor incondicional. Um amor de mãe!

Através dessa história de luta e inspiração, a Bold parabeniza todas as mamães e deseja que elas sigam sendo símbolo de força, união e amor!

Feliz Dia das Mães, Bolders!

Orçamento

    Nome
    E-mail
    Telefone
    País
    Estado
    Cidade
    Tipo de Compra
    Como nos conheceu?
    Produto
    Cor
    Quantidade
    Deseja anexar algum material?

    Mensagem